segunda-feira, 1 de setembro de 2008

>> >< SER POESIA >< <<

Ser cada verso escrito
Versado e sentido
Procurando o eco do grito
Na morte de um ser vivido

Animo-me na imaginação dando vida ao livro
Caderno moleque escrevendo coisas do infinito
Do amor, para o amor, pelo amor e com o amor eu vivo
Composto de frases e estrofes que me deixam bonito

Sou palavras
Sou ausência
Sou as larvas
Sou querência

Ser pensado pelo coração
Sentido pela razão
Deglutido em cada emoção
Para iludir ou realizar uma eterna paixão

Habitar nos dons
Ser tempo e atemporal
De todos os males ser os bons
Qualquer coisa e coisa e tal.

_____________________________ Júlio Nessin

MEUS VÍDEOS

Loading...