domingo, 5 de outubro de 2008

As duas em duas bocas


Bocas suaves
Com jeito se cabem
Belas...
Sensíveis e sensuais
Seus perfumes se exalam
Os batons em tons sobre tons
Se misturam querendo mais...
Dois corpos nus
Como pinturas expressionistas
A beleza das duas as conduz
A uma só beleza
Sem serem exibicionistas...
Mulheres e apenas mulheres
Dançam as mesmas danças
Se comem sem talheres
Sorriem feito crianças
Sem pressa vão se tocando
Buscando o que uma tem na outra
Com carinho vão se amando
Duas garças
Duas gatas
Duas potras
As duas em duas bocas
Fazem minetes feito loucas
Em beijos se beijando

Júlio Nessin
Publicado no Recanto das Letras em 05/10/2008
Código do texto: T1212153

MEUS VÍDEOS

Loading...